Kuwait se transformou na principal fonte de fundos da Al Qaeda na Síria

  • Por Agencia EFE
  • 26/04/2014 17h17

Washington, 26 abr (EFE).- O Kuwait, aliado dos Estados Unidos no Oriente Médio, é uma das principais fontes de financiamento de grupos armados sírios vinculados à Al Qaeda, segundo uma investigação do “Washington Post”.

De acordo com o jornal, centenas de milhões de dólares oriundos de indivíduos e distribuídos por organizações de caridade islâmicas chegaram as mãos do grupo extremista Frente al Nusra, ligado à Al Qaeda.

Segundo fontes do Departamento do Tesouro dos EUA, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos, dois dos centros de financiamento radical, começaram a realizar avanços para conter estes movimentos, algo que pôs em evidência a falta de controle no Kuwait.

“Arrecadadores de fundos em jurisdições permissivas, como Catar e Kuwait, estão solicitando doações para grupos insurgentes extremistas, não por causas humanitárias”, detalhou no mês passado o subsecretário do Tesouro, David Cohen.

“Nosso aliado Kuwait se transformou no epicentro da arrecadação de fundos para grupos terroristas na Síria”, asseverou.

Funcionários americanos consultados pelo “Washington Post” indicaram que o Kuwait não está cumprindo as leis aprovadas no ano passado para evitar que esse fluxo de dinheiro acabe nas mãos de grupos terroristas.

O Departamento de Estado e do Tesouro transmitiram suas queixas várias vezes ao governo kuwaitiano.

Proeminentes líderes religiosos kuwaitianos enviaram grandes somas de dinheiro a extremistas que combatem na Síria contra o regime de Bashar al Assad, e essas organizações têm representantes diretos no Kuwait.

O paradoxo é o governo kuwaitiano ser o maior doador de fundos no Golfo para os esforços humanitários das Nações Unidas para ajudar os deslocados da guerra civil síria.

O Tesouro detectou envios de dinheiro escondidos sob outros propósitos ou confundidos em doações humanitárias para a Síria. EFE