Lava do Kilauea alcança primeira casa no Havaí, mas sem deixar feridos

  • Por Agencia EFE
  • 11/11/2014 00h01

San Francisco, 10 nov (EFE).- A lava do vulcão Kilauea, que fica na “Ilha Grande” do Havaí, nos Estados Unidos, atingiu e destruiu nesta segunda-feira a primeira casa na cidade de Pahoa, mas sem deixar feridos, e outros 50 imóveis estão ameaçados, informaram as autoridades locais.

A lava alcançou a casa por volta de meio-dia (horário local), o que causou um incêndio e destruiu o imóvel. No entanto, os moradores já tinham sido evacuados, informou o diretor da Defesa Civil do condado do Havaí, Darryl Oliveria.

As autoridades calculam que outras 50 casas, aproximadamente, estão ameaçadas pelo avanço da lava e alertaram que a rua principal de Pahoa pode ficar totalmente coberta pelo material geológico incandescente.

Além disso, existe a possibilidade de a lava atingir a rodovia 130, a única que liga o distrito de Puna com o restante da ilha, o que deixaria cerca de 9 mil moradores isolados.

Durante os últimos dias, enquanto se aproximava da cidade, a lava cobriu uma estrada local, um cemitério e um pequeno barraco.

O Havaí declarou estado de emergência por causa do avanço da lava no dia 5 de setembro. O governo federal enviou 80 membros da Guarda Nacional para a ilha, além de uma ajuda adicional na semana passada.

As erupções do Kilauea, um dos maiores vulcões do mundo, são contínuas desde 1983 e as autoridades estão monitorando o avanço da lava desde o início de junho.

A Ilha do Havaí, também conhecida como “Ilha Grande” para diferenciá-la do nome do estado, é a mais extensa das oito que formam esse arquipélago no Oceano Pacífico. EFE