Lava do vulcão Kilauea ameaça destruir vilarejo rural do Havaí

  • Por Agencia EFE
  • 29/10/2014 04h57

Washington, 28 out (EFE).- A lava do vulcão Kilauea, que fica na maior ilha do arquipélago do Havaí, nos Estados Unidos, ameaça acabar com o vilarejo rural de Pahoa nos próximos dias, mas ainda não foi dada a ordem de evacuação, informou nesta terça-feira a imprensa local.

A lava está a cerca de 90 metros da primeira linha de casas, que pode ser atingida, e consequentemente destruída, entre amanhã e quinta-feira, explicaram as autoridades locais.

Entre 40 e 50 casas estão no caminho da lava, que já destruiu uma pequena edificação nesta terça-feira.

A rua principal desse vilarejo rural de quase mil habitantes, Pahoa Village Road, pode ficar coberta de lava nos próximos dias e, pouco depois, o mesmo poderá ocorrer com a estrada 130, a única que liga o distrito de Puna com o restante da ilha, o que deixaria 9 mil pessoas isoladas.

A lava, que começou a ser lançada para fora da cratera em junho, acelerou seu avanço no último fim de semana, com 18 metros por hora.

Devido a essa ameaça, as autoridades alertaram os residentes para que se preparem para deixar suas casas a qualquer momento.

Na segunda-feira, o avanço da lava diminuiu, mas ao meio-dia de terça-feira voltou a acelerar e chegou a 13 metros por hora.

As autoridades declararam estado de emergência no dia 5 de setembro por causa do avanço da lava do Kilauea em direção a áreas residenciais.

As erupções do Kilauea, um dos maiores vulcões do mundo, são contínuas desde 1983 e as autoridades estão monitorando o avanço da lava desde o início de junho.

A Ilha do Havaí, também conhecida como Ilha Grande para diferenciá-la do nome do estado, é a mais extensa das oito que formam este arquipélago do Oceano Pacífico. EFE