Líderes do massacre em Alcaçuz são transferidos para Rondônia

  • Por Estadão Conteúdo
  • 31/01/2017 14h18
BRA11. NATAL (BRASIL), 20/01/2017.- Presos se reúnen en un tejado hoy, viernes 20 de enero de 2017, en la cárcel de Alcacuz, en Natal (Brasil). Presos continúan hoy amotinados por séptimo día consecutivo en la cárcel de Alcaçuz, en el estado brasileño de Río Grande do Norte, donde las Fuerzas Armadas comenzaron a llegar para reforzar la seguridad en las calles. EFE/Ney DouglasPresos expõem armas em telhado do presídio de Alcaçuz

Os cinco presos apontados como líderes do massacre da Penitenciária de Alcaçuz, em Nísia Floresta, no Rio Grande do Norte, foram transferidos na manhã desta terça-feira, 31, para a Penitenciária Federal de Porto Velho, em Rondônia. A informação foi confirmada pelo coordenador de Administração Penitenciária, Zemilton Silva.

Desde que foram retirados do Pavilhão 5 de Alcaçuz, os homens estavam sob custódia da Polícia Civil. Nesta manhã, foram encaminhados ao Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep), para exame de corpo de delito, e em seguida a transferência.

De acordo com as investigações da Polícia Civil, os cinco comandaram a rebelião que vitimou 26 detentos na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, no dia 14 de janeiro.