Lucro líquido do Bradesco subiu 5,5% no ano passado

  • Por Agencia EFE
  • 30/01/2014 16h37

Rio de Janeiro, 30 jan (EFE).- O Bradesco, segundo maior banco privado do Brasil, obteve em 2013 um lucro líquido de R$ 12,011 bilhões, 5,5% superior ao de 2012 graças ao aumento de sua carteira de crédito e à queda das taxas de inadimplência, informou nesta quinta-feira a entidade.

O resultado foi impulsionado pelos lucros no último trimestre do ano, que somaram R$ 3,079 bilhões, com um aumento de 6,4% em relação ao mesmo período de 2012 e de 0,5% na comparação com o terceiro trimestre de 2013.

O lucro anual foi atribuído principalmente ao aumento das operações de crédito. Do total dos lucros, 69,3% procederam das operações financeiras e 30,7% dos negócios com seguros, capitalização e previdência privada.

A carteira de crédito do Bradesco no final de 2013 somava R$ 427,273 bilhões, valor 10,8% superior ao de dezembro de 2012 e 3,6% maior que o de setembro.

Em seu balanço anual, o banco informou que espera para 2014 um crescimento de sua carteira de crédito de entre 10% e 14%.

Os empréstimos para as empresas cresceram 10,6% e os destinados aos consumidores 11,2%.

A taxa de falta de pagamento, que mede as dívidas sem pagar com mais de 90 dias de atraso, caiu de 4,1% em dezembro de 2012 para 3,5% no final de 2013.

Apesar dessa redução, o Bradesco elevou suas provisões destinadas a cobrir dívidas de cobrança duvidosa em 7,8% entre 2012 e 2013.

O banco informou que seus ativos totais em dezembro chegavam a R$ 908,139 bilhões, com um crescimento de 3,3% em relação às do mesmo mês de 2012 e que o confirmam como o segundo maior banco privado do Brasil, depois do Itaú Unibanco, e o terceiro maior incluindo os públicos.

O patrimônio público da entidade subiu 1,3% no ano, para R$ 70,940 bilhões. EFE