Lutas entre exército e grupo armado deixam 2 mortos e 8 feridos nas Filipinas

  • Por Agencia EFE
  • 14/02/2014 09h22

Manila, 14 fev (EFE).- Pelo menos duas pessoas morreram e oito ficaram feridas nesta sexta-feira em confrontos no sul das Filipinas entre o exército e Abu Sayyaf, grupo que os Estados Unidos vinculam à rede Al Qaeda.

O incidente aconteceu em uma aldeia da ilha de Sulu, cerca de 950 quilômetros ao sul de Manila, quando uma patrulha de voluntários se encontrou com cerca de 30 combatentes de Abu Sayyaf comandados por Rakib Jal, informaram fontes policiais citadas pelo jornal local “PhilStar”.

Um pelotão de fuzileiros navais rapidamente reforçou a patrulha e houve um tiroteio que durou cerca dez minutos e terminou com um voluntário e um terrorista mortos e seis voluntários e dois militares feridos.

Na terça-feira passada, um fuzileiro naval morreu e cinco ficaram feridos em uma emboscada de Abu Sayyaf.

Na semana passada, seis membros de Abu Sayyaf morreram e nove civis ficaram feridos em outro confronto em Sulu.

Abu Sayyaf foi fundado por um grupo de ex-combatentes filipinos da guerra do Afeganistão em 1991 na ilha de Basilan, a cerca de 70 quilômetros de Sulu, e desde o início se destacou pela violência de seus atos e pelos sequestros.

O grupo chegou a ter cerca de 2 mil guerrilheiros em 2000, quando capturou 21 pessoas, na maioria turistas, na Malásia, mas desde então foi reduzido a cerca de poucas centenas e precisou renovar sua chefia pela captura ou morte de seus comandantes. EFE