Macedônia decreta estado de emergência em fronteiras por onda de refugiados

  • Por Agencia EFE
  • 20/08/2015 13h19

Skopje, 20 ago (EFE).- A Macedônia decretou nesta quinta-feira estado de emergência nas regiões fronteiriças do sul e do norte do país, devido à entrada nas últimas semanas de milhares de refugiados, anunciou o Ministério do Interior.

O porta-voz ministerial, Ivo Kotevski, afirmou que o governo espera que a participação do exército sirva para aumentar a segurança das regiões, dos cidadãos e dos recém chegados.

“Esta medida pretende aumentar a segurança da população nas regiões fronteiriças, assim como garantir o tratamento integral e humano dos migrantes que transitam pelo país”, disse Kotevski.

As fronteiras do país com a Grécia, no sul, e com a Sérvia, no norte, estão enfrentando uma grande afluência de pessoas, a maioria refugiados que pretendem atravessar o país para continuar sua viagem para o centro e norte da Europa.

Kotevski acrescentou que o Executivo estabelecerá gabinetes de crise para traçar um plano de ação que permita lidar com essa afluência de pessoas.

Segundo números oficiais, mais de 40 mil imigrantes ilegais chegaram na Macedônia nos dois últimos meses.

A fronteira, segundo a imprensa, está bloqueada desde quarta-feira, por isso grupos de mulheres, homens e crianças resistem às altas temperaturas sem ter aonde se abrigar e sem acesso a serviços essenciais.

“Existe a necessidade de um desdobramento adicional na fronteira, a cerca de 50 quilômetros rumo ao sul, onde os refugiados estão chegando à Macedônia principalmente vindos da Grécia”, declarou o presidente da República, Gjorge Ivanov. EFE