Maduro diz que a OEA não entrará na Venezuela “nem agora nem nunca”

  • Por Agencia EFE
  • 05/03/2014 19h43

Caracas, 5 mar (EFE).- O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, rejeitou nesta quarta-feira em duros termos as declarações do secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, sobre o possível envio de uma missão ao país.

“Na Venezuela não pisa nenhuma delegação da OEA sem nossa autorização, sem nosso convite”, declarou o líder durante um ato que lembrou o primeiro aniversário da morte de Hugo Chávez.

“A OEA não entra na Venezuela nem agora nem nunca”, acrescentou. EFE

ig/rsd