Maduro lança cartão eletrônico para compras em supermercados estatais

  • Por Agencia EFE
  • 09/03/2014 00h23

Caracas, 8 mar (EFE).- O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, lançará um novo cartão eletrônico para uso nos supermercados estatais que garantam o abastecimento, segundo ele uma maneira de lutar contra o contrabando e o monopólio que afetam a população da Venezuela.

“Vou lançar um novo sistema com um conjunto de suprimentos que fortaleçam o apoio da família que vai se abastecer” nos supermercados do Estado, afirmou Maduro.

O presidente explicou que o cartão poderá ser utilizado nos mercados Mercal, PDVAL e Abastos Bicentenário, de propriedade do Estado, para garantir aos usuários desses estabelecimentos “a satisfação das necessidades de toda a família venezuelana que trabalha e acabar com especuladores contrabandistas e açambarcadores”.

“Vamos criar um sistema superior, vamos organizá-lo ainda mais para que não se aproveitem de nossos sistema contrabandistas, especuladores, açambarcadores que vão ao Mercal, ao Pdval e levam toda a loja e quando chega a família venezuelana temos problemas”, disse.

“Isso vai acabar e tem que acabar já com a Lei de Preços Justos e o novo sistema digitalizado de fornecimento seguro”, indicou.

Maduro destacou que há planos para que os inscritos no cartão possam se beneficiar de um concurso público para receber casas do projeto do governo Grande Missão Casa; veículos, motos e ofertas especiais de produtos.

Segundo ele nas próximas semanas a lei vai estabilizar todo o sistema de preços e o abastecimento.

“Não poderão conosco”, acrescentou chamando todos os empresários que querem trabalhar juntamente com seu governo.

O desabastecimento é um dos principais problemas enfrentados por Maduro, que reconheceu que 28 de cada 100 produtos medidos não se encontram nem podem ser substituídos por outros artigos. EFE