Maduro reajusta salário mínimo da Venezuela em 10%

  • Por Agencia Brasil
  • 06/01/2014 21h19

Leandra Felipe
Correspondente da Agência Brasil/EBC*

Bogotá – O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou hoje (6) um reajuste de 10% no salário mínimo vigente no país. A intenção, segundo ele, é proteger os trabalhadores da inflação, superior a 56% no acumulado do ano passado. “Vamos proteger o povo dessa inflação induzida e criminosa, provocada pela guerra econômica”, disse, após reunir-se com representantes da Assembleia Nacional.

Maduro acrescentou que o aumento, somado ao reajuste decretado em maio do ano passado, é mais alto que a inflação registrada no ano passado. “O acréscimo salarial de maio de 2013 ao deste mês de janeiro foi 59%, 3 pontos percentuais acima do índice inflacionário”. Entre o aumento de maio e o deste início de ano, houve outro reajuste, em novembro.

O presidente venezuelano também disse que, ainda neste mês, anunciará novas medidas para combater a especulação financeira no país. Desde de outubro, o governo de Maduro tem implementado mudanças para contornar os problemas econômicos do país, intensificando medidas de controle de preços e de câmbio.

Em novembro, a Assembleia aprovou uma lei que garante poderes especiais ao Executivo para que Maduro governe por meio de decretos, sem necessidade de passar pelo Legislativo.

* Com informações da TV Multiestatal Telesur

Edição: Fábio Massalli

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir o material é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil