Mãe foi abandonada quando a criança com microcefalia completou 1 mês

  • Por Estadão Conteúdo
  • 01/02/2017 09h41 - Atualizado em 11/05/2017 16h18
Pequena ManuellyImagens de zika

Juan Pedro nasceu há um ano, no Recife, com 26 centímetros de perímetro cefálico, um quadro de microcefalia severa. A mãe do menino, a recepcionista Daniele Ferreira dos Santos, de 29 anos, já vivia com o pai da criança havia cerca de dois anos. Um mês após o nascimento, porém, o pai decidiu ir embora. “Ele dizia que o menino chorava muito e que ele não conseguia dormir. Também reclamava que eu só dava atenção para o bebê.”

Embora o estado civil solteira – de 48% das mães de bebês com microcefalia – inclua pessoas que namoram ou moram com companheiros sem oficializar a relação, são comuns relatos de mulheres que foram abandonadas pelos parceiros na gestação ou após o parto de uma criança com a má-formação.