Maior dificuldade para Defesa Civil é acessar locais atingidos pelas chuvas

  • Por Jovem Pan
  • 11/03/2016 16h04
Deslizamento em Francisco MoratoChuva causa transtornos na Grande SP - Francisco Morato

A Defesa Civil atua nos locais afetados pela forte chuva que atingiu a Grande São Paulo e a região metropolitana na noite desta quinta-feira (10) e manhã desta sexta. Juntamente com o Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e técnicos, a Defesa Civil segue em campo nos municípios afetados para avaliar a situação.

Em entrevista à Jovem Pan, o tenente coronel PM Walter Nyakas Junior, da Defesa Civil estadual, afirmou que a maior dificuldade é no acesso aos locais. “Ruas alagadas e inundadas e algumas obstruídas por terra. A dificuldade é de acesso. A Polícia Militar está apoiando com helicópteros Águia para auxiliar no acesso das equipes aos locais”, disse.

Segundo Nyakas, a tendência é de que o nível de água baixe e as pessoas possam retornar com segurança às suas residências. No entanto, a chuva ainda preocupa devido ao encharcamento do solo. “Por mais que a chuva diminua, requer atenção, porque há a possibilidade de escorregamento”, pontuou.

Sobre a retirada de famílias de áreas de risco, ele afirmou que a avaliação é feita pela Defesa Civil estadual e municipal, mas ressaltou a dificuldade em fazer com que as pessoas abandonem suas casas. “Essa é a grande dificuldade que a Defesa Civil e os Bombeiros enfrentam. Esse é o trabalho de convencimento que tem que ser feito com essas equipes, até para preservar vidas”, finalizou.