Mais de 100 mil sul-sudaneses estão refugiados em instalações da ONU

  • Por Agencia EFE
  • 26/06/2014 15h25

Juba, 26 jun (EFE).- Mais de 100 mil pessoas estão refugiadas em instalações da ONU no Sudão do Sul, a maioria delas na cidade de Bentiu, no norte do país, informou a missão da ONU no país.

A representante especial da Secretaria-Geral da ONU e chefe da missão da ONU no Sudão do Sul, Hilde Johnson, visitou há dois dias Bentiu, capital do estado de Unidade.

Segundo um comunicado divulgado nas últimas horas, cerca de 45 mil pessoas foram obrigadas a se deslocar às bases da ONU nessa cidade pelo reatamento dos combates entre os rebeldes seguidores do ex-vice-presidente Riak Machar e as forças governamentais leais ao líder do país, Salva Kiir.

A chefe da missão ressaltou que muitos sul-sudaneses que chegam às sedes da ONU fazem isso na busca de alimentos, que são cada vez mais escassos como consequência dos enfrentamentos.

O Sudão do Sul, que ficou independente há três anos do Sudão, se encontra imerso desde dezembro em um conflito interno que o colocou à beira da guerra civil e que causou a morte de milhares de pessoas e o deslocamento de mais de um milhão de habitantes. EFE