Mais de 2.500 famílias sem-teto ocupam seis terrenos no DF

  • Por Agencia EFE
  • 08/02/2015 14h11

Brasília, 8 fev (EFE).- Mais de 2.500 famílias ocupam desde sexta-feira seis terrenos no Distrito Federal sob a coordenação do Movimento dos Trabalhadores sem-teto (MTST), informou neste domingo a organização.

A ocupação foi realizada de forma simultânea e sem incidentes nas cidades satélites de Brazilândia, Ceilândia, Planaltina, Recanto das Emas, Samambaia e Taguatinga, e o objetivo dos acampados é permanecer nestes locais até chegarem a um acordo com o governo local.

“Ficaremos aqui até chegar a um acordo com o governo (do Distrito Federal). Tivemos uma conversa no sábado com eles, e na terça-feira marcamos um novo encontro”, comentou à Efe o coordenador do MTST em Brasília, Edson Silva.

De acordo com ele, esta é a maior ação da luta por moradia realizada até o momento no Brasil, já que, segundo explicou, nunca tinham sido realizadas tantas ocupações simultâneas ao mesmo tempo.

O movimento reivindica uma política de habitação definitiva para atender às mais de 2.500 famílias que acampam nos terrenos, de propriedade do governo do Distrito Federal.

Os acampados pedem que sejam construídas mais casas populares e uma melhora dos serviços públicos nas cidades satélite de Brasília. EFE