Mais rebeldes se unem ao Estado Islâmico no nordeste da Síria

  • Por Agencia EFE
  • 04/07/2014 07h57

Beirute, 4 jul (EFE).- Mais rebeldes se uniram nas últimas horas às fileiras do grupo radical Estado Islâmico (EI) na província síria de Deir ez Zor, após várias brigadas jurarem lealdade à organização.

Em sua conta no Twitter, a autoridade em lei islâmica da Frente al Nusra no leste da Síria, Abu At-Tamim al Ansari, anunciou hoje que se somaria à organização de Abu Bakr el Baghdadi e que explicará os motivos desta decisão nos próximos dias.

A Brigada dos Soldados da Misericórdia informou em comunicado, publicado no fórum jihadista Hanein, que se colocava sob o mandato do “califado islâmico”, proclamado pelo EI no domingo passado na Síria e no Iraque.

A Brigada afirma que “deixava de lutar contra os irmãos mujahedins” (guerreiros santos) e que seguiria as instruções do “califa” al-Baghdadi em benefício das pessoas e dos muçulmanos.

Com a tomada ontem da cidade de Al Mayadin e do campo de petróleo de Al Omar, o maior da Síria, o EI tem sob seu controle todo o leste de Deir ez Zor.

Segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos, a organização já domina uma superfície no norte da Síria cinco vezes superior ao território do Líbano.

Desde janeiro, o EI enfrenta no norte do país uma coalizão de facções rebeldes, entre elas a Frente al Nusra, filial da Al Qaeda na Síria.

No entanto, nos últimos dias, várias milícias de Deir ez Zor mudaram de lado e juraram fidelidade à organização extremista.

O EI proclamou um “califado islâmico” da província síria de Aleppo até a província iraquiana de Diyala, após assumir o controle no mês passado de várias zonas no norte e centro do Iraque. EFE