Malásia estuda imagens de câmeras do aeroporto que mostram suspeitos

  • Por Agencia EFE
  • 09/03/2014 04h43

Bangcoc, 9 mar (EFE).- As autoridades da Malásia começaram a analisar neste domingo as imagens do circuito fechado de televisão (CFTV) do aeroporto em que os dois passageiros que utilizaram passaportes roubados para embarcar no avião de Malaysia Airlines, desaparecido desde sábado, são vistos.

O diretor-geral do departamento de Aviação Civil, Azharuddin Abdul Rahman, disse que as imagens foram postas à disposição da investigação.

“Temos imagens de CFTV deles desde a zona de registro até a de embarque e saídas”, disse Azharuddin em entrevista coletiva.

O italiano Luigi Marald e o austríaco Christian Kozel aparecem na lista de 227 passageiros que viajavam de Kuala Lumpur para Pequim no sábado, mas nenhum dos dois estava na Malásia nesse dia.

Marald teve o passaporte roubado há um ano durante férias na Tailândia, e Kozel está na Áustria e também teve o passaporte roubado na Tailândia dois anos antes, comprovaram as autoridades.

Azharuddin também disse que cinco passageiros do voo MH370 não embarcaram e que suas bagagens foram retirados sem maiores explicações.

Antes, o ministro da Defesa malaio, Hishammuddin Hussein, disse que a lista inteira de passageiros estava sendo analisada após as suspeitas sobre a identidade de pelo menos outras duas pessoas. EFE