Marinha da Itália recupera 233 imigrantes ilegais ao sul de Lampedusa

  • Por Agencia EFE
  • 02/01/2014 10h59

Roma, 2 jan (EFE).- A Marinha da Itália conseguiu resgatar 233 imigrantes ilegais, entre eles sete mulheres, que viajavam a bordo de uma barcaça a cerca de 80 milhas ao sul da ilha italiana de Lampedusa.

Segundo informaram fontes da Marinha, a operação de resgate terminou na noite passada depois que a embarcação, de dez metros de comprimento e que não contava com coletes salva-vidas, fora localizada em torno das 19h30 (horário local, 16h30 de Brasília) ao sul da pequena ilha italiana.

Os imigrantes ilegais viajavam na barca em complicadas condições meteorológicas e marítimas.

Os imigrantes resgatados, que se dirigiam por mar para o litoral europeu, asseguram proceder de Eritreia, Nigéria, Somália, Paquistão, Zâmbia e Mali.

O Ministério do Interior italiano deu ordem que sejam levados ao porto de Augusta, na ilha da Sicília, onde se prevê que cheguem nesta quinta-feira. EFE