Mercado de pagamentos eletrônicos cresce e desperta interesse de criminosos

  • Por Jovem Pan
  • 03/11/2014 07h56

O mercado de pagamentos eletrônicos móveis cresce com a chegada de novos produtos e ferramentas e desperta o interesse de criminosos virtuais. Atualmente, os alvos principais dos cibercriminosos são o internet banking e as transações com cartões feitas em diversos tipos de sites.

Mas, agora, começam a surgir novas possibilidades para os usuários, como os aplicativos ou mesmo o pagamento feito pelo celular. Neste último caso, o produto mais recente é o Apple Pay, que ainda não chegou ao Brasil, e tem a ambiciosa proposta de substituir os cartões.

Usar o celular para efetuar pagamentos, como já acontece em alguns cinemas e casas de show, requer um grau maior de segurança dos dados. Gustavo Fraidenraich, da Faculdade de Computação da Unicamp, explicou a Carlos Aros que a tecnologia NFC garante, em certa medida, essa proteção.

Boa parte dos smartphones que estão chegando ao mercado já tem o chip NFC instalado, o que deverá popularizar ainda mais o pagamento via celular. Fabio Assolini, especialista em segurança da Kaspersky, chamou a atenção para o comportamento dos criminosos virtuais.

Ainda não há levantamentos sobre fraudes nos sistemas de pagamento mobile que utilizam o NFC, mas os especialistas alertam para o interesse dos hackers. No caso das transações bancárias normais, as tentativas de fraude no internet banking somaram mais de R$ 1 bilhão em 2013 só no Brasil.