Mercado espera por inflação mais alta que a meta

  • Por Jovem Pan
  • 23/04/2014 08h03

As expectativas do mercado rompem a banda mais alta da meta de inflação, segundo o Relatório Focus do Banco Central. Os analistas consultados pela autoridade monetária trabalham com o IPCA robusto, em 2014, com alta de 6,51% na média.

E a perspectiva de redução do poder de compra dos salários só não é maior devido ao controle governamental de vários preços. Em entrevista a Denise Campos de Toledo, o economista José Roberto Mendonça de Barros alerta que a inflação continua feia, apesar da maquiagem.

*Ouça os detalhes no áudio

Enquanto a inflação no governo Dilma é cada vez mais robusta, o crescimento econômico fica mais raquítico de mês para mês. O economista Cláudio Adilson Gonzales assinala que o País hoje, com tanta gente endividada, tem problemas de oferta e demanda.

A deterioração das expectativas inflacionárias tiveram pouco impacto no mercado de ações. O economista Mauro Schneider salienta que todos já esperavam o estouro do teto de 6,5% da meta do IPCA.

A bolsa de valores fechou o pregão desta terça-feira em queda de 0,25%, com o índice em 51 mil 976 pontos. Já o dólar acompanhou as oscilações do Exterior e subiu 0,27%, cotado a R$ 2,2418.