Mercosul trocará ofertas de acordo comercial com UE em novembro

  • Por Agencia EFE
  • 23/09/2015 23h46

Assunção, 23 set (EFE).- O Grupo do Mercado Comum (GMC) do Mercosul decidiu nesta quarta-feira realizar a troca de ofertas comerciais com a União Europeia em novembro, informou o vice-chanceler paraguaio, Rigoberto Gauto, ao término de uma reunião de dois dias em Assunção.

“Vamos submeter a escrutínio a proposta da UE e ver se efetivamente reúne as condições mínimas que nós exigiremos para começar a negociar. Nos dias 1º e 2 de outubro acontecerá a apresentação das características das ofertas, e depois os ministros vão tomar as decisões, e estabelecerão a troca das ofertas, que seria em novembro”, afirmou Gauto segundo um comunicado da chancelaria paraguaia.

Para o Mercosul, o acordo com a União Europeia é uma de suas prioridades, segundo expressaram os ministérios de Relações Exteriores do bloco em diferentes ocasiões.

A cúpula União Europeia-Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos do último mês de junho em Bruxelas fez ressurgir o “entusiasmo” de ambas partes por concretizar o acordo comercial que está sendo negociado, com várias interrupções no meio, desde 1999.

Por outra parte, Gauto assinalou que os membros do GMC apostaram pela inclusão da Bolívia, que se encontra em processo de adesão ao Mercosul, no plano de continuidade do Fundo de Convergência Estrutural do bloco, conhecido como Focem II, que se iniciará em 2016.

Também aprovaram um mecanismo para executar os fundos remanescentes do Focem I, que está há 10 anos em funcionamento.

Gauto explicou ainda que o GMC trabalha na eliminação das barreiras não tarifárias que travam o comércio no âmbito do Mercosul, através de um grupo especializado no estudo e classificação destas medidas. EFE