Mesmo com aumento de transplantes, InCor acredita em margem maior para novos procedimentos

  • Por Jovem Pan
  • 11/12/2014 16h17

Apesar do aumento no número de transplantes no Instituto do Coração, a entidade acredita que há margem para que sejam feitos mais procedimentos. O InCor realizou 90 transplantes nesse ano, uma alta de 20% em relação ao ano passado, mas ainda existem 125 pacientes na fila de espera.

O presidente do conselho diretor do InCor, Fabio Jatene, diz que existe um potencial de dobrar o número de doadores de órgãos. “São muitos fatores que estão relacionados, uma delas é a negativa da família, a outra é a condição dos doadores”, destaca Jatene sobre esse número ainda não ter crescido tanto.

Os transplantes hoje são facilitados por uma parceria com a Secretaria de Segurança, que disponibiliza aeronaves para o transporte dos orgãos. Outra arma é a tecnologia, como aplicativos de mensagens. De acordo com o coordenador do Núcleo de Transplantes do InCor, Fernando Bacal, “o laudo pode ser feito de forma online”.

Das 90 cirurgias realizadas até agora em 2014, 64 foram de coração, sendo que 21 delas em crianças, e as outras 26 foram transplantes de pulmão, sendo que uma delas em crianças e o restante em pacientes adultos.

*Ouça mais detalhes no áudio