Mesmo com tropas federais, Acre tem ataques

  • Por Estadão Conteúdo
  • 19/08/2016 09h52
Rio Branco AC

Moradores do Estado do Acre viveram, nesta quinta-feira, 18, mais uma madrugada de terror. No município de Senador Guiomard, a 24 quilômetros de Rio Branco, seis ônibus usados para transporte escolar e pela Secretaria de Saúde foram queimados por bandidos. Integrantes de uma facção criminosa ainda tentaram atear fogo a uma escola, mas não conseguiram.

Ao todo, já aconteceram 20 ataques no Estado – nove deles na quinta. Desde o início da onda de violência, 30 pessoas acusadas de envolvimento com os crimes foram presas.

Em Rio Branco, capital acreana, um ônibus da Secretaria de Estado de Segurança Pública também foi incendiado e uma ponte, localizada no bairro Taquari, um dos mais violentos da cidade, foi incendiada pelos criminosos. A ordem dos atentados partiria de dentro de presídios. O governador do Estado, Tião Viana (PT), prometeu endurecer contra criminosos. Cerca de 300 soldados do Exército e parte do efetivo das Polícias Federal e Rodoviária Federal ajudam no policiamento. As entradas e saídas de Rio Branco foram bloqueadas. A direção de universidades da capital liberou os alunos do noturno, cancelando as aulas.