Método espanhol de cuidado ao idoso chega ao Brasil com centro especializado

  • Por Agencia EFE
  • 28/05/2014 16h54

São Paulo, 28 mai (EFE).- O Brasil terá, a partir de amanhã, o primeiro centro espanhol de tratamento especializado para a terceira idade, que abre em São Paulo por ser um “núcleo que necessita, mas ainda não possui serviço específico para este público”, afirmou nesta quarta-feira a CEO do Grupo Vitalia Espanha, Catalina Hoffmann.

“O que queremos conseguir no Brasil com este primeiro projeto é transformar o modelo de envelhecimento do país. Não queremos falar de pessoas idosas pela idade que possam ter, mas de pessoas com necessidades em diferentes âmbitos, pessoas que começam a ter enfermidades como diabetes e pessoas que tem patologia diagnosticada”, explicou Hoffmann.

O método, que leva o nome da criadora, tem como base técnicas de atenção reabilitadora e preventiva, integrando aspectos físicos e psicológicos para gerar benefícios “sócio-sanitários” ao paciente e à família.

“Toda a equipe trabalha em conjunto e é isso que queremos implantar no Brasil, onde as especialidades trabalham separadas e não conseguem unir modelos sociais e sanitários como estamos conseguindo fazer (na Espanha)”, ressaltou Hoffmann.

Como uma proposta de medicina alternativa e especializada para a terceira idade, o centro de trabalho faz parte de uma parceria entre a empresa Home Doctor e o grupo espanhol Vitalia, que quer expandir os centros de atendimento no Brasil nos próximos cinco anos.

A pretensão é de incentivar os tratamentos voltados para pessoas da maior idade, já que no Brasil este público ainda não é visado no país comparado ao público infanto-juvenil, comentou a CEO da Vitalia.

Hoffmann declarou ainda que, com os investimentos em São Paulo, a ideia é fazer parcerias com hospitais do serviço público de saúde para desenvolver pesquisas e tratamentos, facilitando o acesso da população a este tipo de serviço.

O investimento na abertura de um centro em São Paulo inicialmente foi de 500 mil euros e a mensalidade máxima ao paciente que pode utilizar o centro todos os dias é de R$ 3.900, havendo possibilidade de pacotes com preços menores.

O próximo centro desse tipo será aberto na cidade de Guadalajara, no México. EFE