Metroviários vão manter greve neste domingo; julgamento ocorre às 10h

  • Por Jovem Pan
  • 07/06/2014 20h32

E a greve vai continuar mais um dia. Os metroviários decidiram, após mais uma assembleia na noite deste sábado (7), prosseguir com a paralisação até a tarde deste domingo (8). Deve ocorrer outra reunião às 14h depois que o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) concluir o julgamento da greve, previsto para as 10h.

O maior entrave na negociação é o índice de reajuste. O Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Metroviários de São Paulo pedia, inicialmente, 35,47% de aumento. O valor foi, então reduzido para 16,5% e, na última audiência, para 12,2%. O Metrô ofereceu 5,2%; 7,98% e, finalmente, 8,7%.

Como alternativa à greve, os metroviários propuseram novamente a abertura das catracas à população e o desconto do dia de trabalho dos funcionários. A empresa, no entanto, negou, alegando que o Metrô não pode abrir mão da receita, por se tratar de recursos públicos. Para tanto, seria necessário uma processo legislativo.

Por decisão da Justiça, 100% os metroviários estão obrigados a, mesmo em greve, trabalhar nos horários de pico e 70% nos demais períodos. A decisão é questionada pelos trabalhadores.

O Metrô informou que o número de pessoas transportadas ontem foi o equivalente a 25% do que registrado em um dia normal.