Milhares de hondurenhos lembram 5º aniversário de golpe que derrubou Zelaya

  • Por Agencia EFE
  • 28/06/2014 16h16

Tegucigalpa, 28 jun (EFE).- Milhares de hondurenhos lembraram neste sábado junto ao ex-presidente Manuel Zelaya o quinto aniversário do golpe de Estado que o derrubou, e aproveitaram a data para protestar contra o alto custo dos alimentos e dos combustíveis, assim como contra a pobreza e a insegurança.

Em Tegucigalpa, o movimento foi liderado por Zelaya e dirigentes da Frente Nacional de Resistência Popular (FNRP), que surgiu no mesmo dia do golpe de Estado, em 28 de junho de 2009, e do Partido Liberdade e Refundação (Livre), que nasceu em 2011.

“Estes cinco anos não foram fáceis, mas aqui estamos vivos e lutando para que Honduras tenha realmente um destino melhor do que o de agora”, disse Zelaya, com seu tradicional chapéu de vaqueiro.

Zelaya, que é deputado e coordenador geral do Livre, primeira força da oposição no parlamento de Honduras, foi deposto em 2009, quando promovia uma consulta popular para reformar a Constituição, ignorando proibições legais.

“Não puderam nos destruir e não puderam deter o processo social que nasce nos povos da América Latina, vamos seguir avançando de forma permanente”, afirmou Zelaya enquanto presenciava um concerto musical na praça central de Tegucigalpa.

“O povo hondurenho necessita liberdade, solidariedade, paz e amor”, acrescentou.

Zelaya não fez o percurso da mobilização, promovida pela FNRP, que iniciou em frente à Universidade Pedagógica Francisco Morazán, por razões que não foram informadas, mas se uniu às atividades comemorativas na Praça Central de Tegucigalpa. EFE

ac/dk