Milhares de palestinos marcham por Israel em lembrança do êxodo de 1948

  • Por Agencia EFE
  • 23/04/2015 15h52

Jerusalém, 23 abr (EFE).- Milhares de pessoas participaram nesta quinta-feira no norte de Israel da Marcha do Retorno, em lembrança da Nakba (catástrofe em árabe), como é denominada a expulsão de centenas de milhares de árabes em 1948 em consequência da fundação do Estado de Israel, cujo aniversário também é comemorado nesta data.

“O objetivo desta marcha é lembrar a Nakba, protestar pela expulsão dos palestinos de sua pátria e exigir o direito ao retorno a seus lares dos refugiados palestinos e dos deslocados internos”, explicou a Associação para a Defesa dos Deslocados Internos (ADRIDP, na sigla em inglês).

A passeata percorreu a região de Tiberíades até a aldeia de Hadatha, “um dos 531 povoados palestinos destruídos em 1948”, disse à Agência Efe um dos diretores da organização, Suleiman Fahmawi, que destacou que, com esta iniciativa, se procura ao mesmo tempo rememorar muitos destes povos já esquecidos.

“O lugar foi destruído em abril de 1948 com bombardeios, mas ainda restam um cemitério e um tanque. A maioria de seus habitantes se transformou em refugiados na Jordânia, embora outros tenham permanecido nas imediações”, relatou Fahmawi.

O Estado de Israel lembra sua independência no dia 5 do mês hebraico de Iyar e não pelo calendário gregoriano, que coincidiu em 1948 com o 14 de maio. EFE