Ministro diz que governo reforçou critérios para diagnóstico do Ebola, mas ressalta que não há indícios da doença no país

  • Por Jovem Pan
  • 05/08/2014 15h59

O ministro da saúde, Arthur Chioro, explicou nesta terça-feira que o governou reforçou os critérios para o diagnóstico do Ebola junto aos hospitais de referência do país e, também, aos gestores locais da saúde.

Chioro ressaltou, no entanto, que não há nenhum caso ou indício de problema, mas que é preciso estar atento. Vale lembrar que, desde à semana passada, já há um reforço nos portos e aeroportos para que passageiros que apresentem qualquer tipo de suspeita sejam encaminhados imediatamente para um hospital de referência.

Nesta terça-feira, o ministro assinou também uma portaria que prevê uma parceria entre o Ministério da Saúde, Educação e universidades de odontologia para aumentar o atendimento dentro do programa Saúde Bucal, no SUS e para que as pessoas possam ter uma maior facilidade de garantirem atendimento com dentistas.

A ideia é que o Governo Federal repasse recursos para a aquisição de equipamentos e um valor mensal para a realização do procedimento. Isso deve custar em torno de R$ 29,5 milhões por mês para melhoria e custeio de 30 clínicas até o final do ano que vem.

O objetivo é oferecer desde o atendimento básico, como prevenção a cáries e aplicação de flúor, até tratamentos de canal e outros atendimentos mais especializados.