Morre a jovem chilena que pediu ajuda a Bachelet para morrer

  • Por Agencia EFE
  • 14/05/2015 17h41

Santiago do Chile, 14 mai (EFE).- Valentina Maureira, a jovem chilena de 14 anos que sofria de fibrose quística e em fevereiro pediu permissão para recorrer à eutanásia à presidente Michelle Bachelet, morreu nesta quinta-feira em consequência da doença.

A família da jovem confirmou a morte, que aconteceu, segundo disseram, devido ao agravamento de seu estado de saúde.

Valentina postou em fevereiro deste ano um vídeo em seu perfil no Facebook no qual dizia estar “cansada de viver com esta doença” e pedia a Bachelet autorização para que lhe aplicassem uma injeção que a fizesse “dormir para sempre”.

O caso reabriu no Chile o debate sobre a eutanásia, embora o governo tenha então rejeitado a solicitação de Valentina, alegando que a legislação vigente não permitia.

Nessa oportunidade, Bachelet visitou a Valentina no hospital onde estava internada para dar seu apoio à jovem e sua família. EFE