Morre aos 112 anos japonês reconhecido como o homem mais velho do mundo

  • Por Agencia EFE
  • 07/07/2015 00h26

Tóquio, 7 jul (EFE).- O japonês Sakari Momoi, reconhecido como o homem mais velho do mundo pelo Livro dos Recordes, morreu nesta terça-feira (data local) aos 112 anos de idade por causas naturais, informou a imprensa local.

Momoi nasceu em 5 de fevereiro de 1903 na cidade de Minamisoma, no centro do país, e tinha entrado para Livro dos Recordes como o homem mais velho do mundo em agosto do ano passado.

A morte teria ocorrido no dia 28 de junho, de acordo com a emissora estatal “NHK”, mas a Prefeitura de Saitama, cidade ao norte de Tóquio onde o homem estava vivendo, só tornou pública a informação hoje.

Há uma semana, o homem mais velho do mundo precisou ser hospitalizado devido a uma insuficiência crônica nos rins, que acabou causando sua morte, disseram as autoridades de Saitama.

No último dia 5 de fevereiro, Momoi tinha celebrado seu 112º aniversário com seus familiares e, conforme relatou a imprensa local, levava uma vida tranquila. Foi professor de química agrícola e depois diretor de várias escolas das prefeituras de Fukushima e Saitama. EFE