Morre, aos 76 anos, jornalista Michel Laurence criador do “Bola de Prata”

  • Por Jovem Pan
  • 26/10/2014 08h03
Morre

O jornalista Michael Laurence faleceu em São Paulo, neste sábado (26), aos 76 anos, vítima de complicações decorrentes de uma cirurgia no braço. Nascido em Marselha, na França, trabalhou em grandes veículos de comunicação do país e sempre atuou para combater os problemas do futebol brasileiro.

Ele estava no Hospital São Camilo desde o dia 15 de outubro, depois da realização de um processo cirurgico após queda que sofreu saindo de um dos banheiros da TV Cultura, veículo no qual trabalhava. A família não divulgou horário e local do de velório e sepultamento.

Em 1969, Laurence ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo pela reportagem “O jogador é um escravo”, escrita em parceria com José Maria Aquino no jornal “O Estado de S. Paulo”.

Além disso, o jornalista atuou também no “Jornal da Tarde” e “Jornal do Brasil”. Em 1970, Laurence foi um dos fundadores da revista “Placar”, veículo que, há anos, se configurou como um dos mais importantes no segmento esportivo do jornalismo brasileiro. Lá, foi um dos criadores do “Bola de Prata”, prêmio que até hoje é dado aos melhores jogadores do Campeonato Brasileiro.

Na televisão, Laurence teve passagens destacadas em grandes emissoras como Globo, Record, Bandeirantes, Manchete e Cultura. Atuou na cobertura de oito Copas do Mundo e foi um dos jornalistas mais próximos do Rei Pelé. Este concedeu sua última entrevista com a camisa do Santos para Laurance em 1974.

O jornalista deixa seis filhos, entre eles, Bruno Laurence que atua como repórter esportivo na TV Globo.