Morre um refugiado na estação de trens de Bicske, na Hungria

  • Por Agencia EFE
  • 04/09/2015 19h00

Budapeste, 4 set (EFE).- Um refugiado de cerca de 50 anos morreu nesta sexta-feira na estação de Bicske, a 40 quilômetros de Budapeste, informou a agência “MTI”.

O porta-voz dos serviços de emergência, Pál Györfi, explicou que o homem foi tratado durante 50 minutos junto à ferrovias onde desmaiou, e que sua identidade ainda não pôde ser confirmada.

A polícia informou que o homem era um dos refugiados que fugiram hoje do trem que está parado na estação desde o meio-dia de ontem.

O trem, com 500 refugiados a bordo, estava a caminho de Sopron, na fronteira com a Áustria, quando foi parado pela polícia, que desembarcou os passageiros para levá-los ao centro de registro, mas os imigrantes se opuseram e decidiram não sair dos vagões.

Alguns decidiram correr ao longo das ferrovias em direção a Györ, a oeste de Bicske, e outros fugiram rumo a Budapeste.

A polícia procura os refugiados, embora por enquanto com pouco sucesso, assinalou a agência de notícias oficial húngara.

A esmagadora maiorida dos refugiados passou a noite no trem, poucos aceitaram serem transportado de ônibus ao abrigo. EFE