Morte de miss baleada em protesto é confirmada na Venezuela

  • Por Agência EFE
  • 19/02/2014 15h44

A estudante e modelo venezuelana Génesis Carmona morreu nesta quarta-feira na cidade de Valência (centro da Venezuela) após ser alvejada ontem em um protesto contra o governo, confirmou um dos médicos que a atendeu.

“Foi operada ontem, mas sua evolução não foi satisfatória. Morreu hoje às 12h15 locais (13h45 de Brasília)”, disse à Agência Efe o médico Carlos Rosales, chefe da Unidade de Terapia Intensiva da Clínica Guerra Méndez de Valência, onde Carmona permanecia hospitalizada.

A morte de Carmona, de 22 anos e eleita no ano passado Miss Turismo do estado Carabobo, eleva para quatro o número total de vítimas mortas nos protestos que começaram há uma semana na Venezuela.

Carmona levou o tiro durante um protesto em Valência, em um dia marcado em nível nacional por uma mobilização em Caracas em apoio do dirigente opositor Leopoldo López, que se entregou à Justiça após ser acusado de promover os incidentes que aconteceram no país na última semana.

A Venezuela vive um clima de tensão após vários dias de protestos contra o governo do presidente Nicolás Maduro, que denunciou um plano da oposição para tirá-lo do poder.