Mortos no ataque ao Museu Judeu eram turistas israelenses

  • Por Agencia EFE
  • 25/05/2014 06h15

Bruxelas, 25 mai (EFE).- Dois das vítimas do tiroteio ocorrido no sábado no Museu Judeu da Bélgica em Bruxelas, no qual três pessoas morreram e uma quarta sofreu ferimentos graves, são turistas israelenses, segundo anunciou hoje o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores de Israel, informou a imprensa belga.

Trata-se de um casal de cerca de 50 anos, moradores de Tel Aviv e que estavam de visita a Bruxelas.

As vítimas do ataque ocorrido na tarde do sábado incluem dois homens e duas mulheres, informou no sábado a porta-voz da Promotoria de Bruxelas, Ine Van Wymersch.

Existe confusão sobre o estado da pessoa que ficou ferida, um homem que foi internado no serviço de terapia intensiva do hospital de Saint Pierre em Bruxelas com previsão reservado.

Enquanto a televisão pública francófona “RTBF” assegura que, segundo suas fontes, teria morrido, o prefeito de Bruxelas, Yvan Mayeur, declarou à agência Belga que continua com vida embora seu estado seja “extremamente crítico”. EFE