Motoristas de ônibus bloqueiam 12 terminais de passageiros na capital paulista

  • Por Agência Brasil/Jovem Pan
  • 20/05/2014 13h11
SÃO PAULO, SP - 20.05.2014: RODOVIÁRIOS/SP - Manifestação de motoristas e cobradores de ônibus da viação Santa Brígida, nas avenidas São João, Rio Branco, viaduto do Chá e largo do Paissandu, trava o trânsito na manhã desta terça-feira na região central de São Paulo. (Foto: Marco Guimarães/Frame/Folhapress) Marco Guimarães/Frame/Folhapress Greve de motoristas em São Paulo

Motoristas e cobradores de São Paulo bloqueiam neste momento 12 terminais de ônibus da capital paulista em protesto contra o acordo fechado ontem (19) pelo sindicato da categoria e as empresas de ônibus. Além dos terminais de Pinheiros, da Lapa e de Pirituba, na zona oeste, estão entre paralisados pelos protestos o Bandeira, Princesa Isabel, Amaral Gurgel, Mercado (centro), Barra Funda (zona oeste), Casa Verde, Santana, Cachoeirinha (zona norte) e Sacomã (zona sul).

Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), os motoristas fecham também o cruzamento das avenidas Rio Branco e São João, na região central da capital, localizada nas imediações do Largo Paissandu.

O Sindicato dos Motoristas de São Paulo informou que o protesto é organizado por um grupo insatisfeito com a proposta aceita pela categoria em assembleia realizada ontem. A proposta patronal prevê aumento salarial de 10%, R$ 850 de participação nos lucros e resultados (PLR), aumento de R$ 16,50 no vale-alimentação e 180 dias de licença-maternidade, além de reconhecimento de insalubridade.

A SPTrans, empresa municipal que administra o transporte público na cidade, informou que a Polícia Militar foi acionada e que solicitará ao Ministério Público de São Paulo a apuração das responsabilidades sobre as paralisações registradas na manhã desta terça-feira, que prejudicam a operação do sistema para os usuários de ônibus especialmente na região central, oeste e sul da cidade.