Movimento indígena colombiano apóia 2º turno como passo para processo de paz

  • Por Agencia EFE
  • 30/05/2014 19h14

Bogotá, 30 mai (EFE).- O movimento indígena da Colômbia manifestou apoio nesta sexta-feira ao segundo turno das eleições presidenciais no país, marcado para o 15 de junho, como mais um passo pelo término do conflito armado entre o governo e as Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia).

Em comunicado, os indígenas de várias organizações convidaram outros membros da sociedade civil para formar uma Frente Ampla pela Paz da Colômbia para “não permitir o retorno de épocas de intensificação da violência insurgente e paramilitar que tantos danos causaram aos colombianos”.

“Consideramos que é necessário, conveniente e obrigatório culminar o processo de diálogo e negociação realizado atualmente com as Farc em Havana, e que os acordos conseguidos sejam referendados por meio de processos democráticos e inclusivos da sociedade civil”, acrescentaram.

Os colombianos irão às urnas em segundo turno para escolher o próximo presidente do país e terão que escolher entre o atual mandatário, Juan Manuel Santos, e Óscar Iván Zuluaga, apoiado pelo ex-governante e senador eleito Álvaro Uribe.

Os membros da Organização dos Povos Indígenas da Amazônia Colombiana (OPIAC), a Confederação Indígena Tayrona (CIT), as Autoridades Tradicionais Indígenas da Colômbia Governo Maior e Autoridades Indígenas da Colômbia (AICO) pediram além disso a abertura de diálogos com a segunda guerrilha do país, o Exército de Libertação Nacional (ELN).

“Afirmamos de maneira categórica que o fim do conflito armado não significa a paz da Colômbia, mas sim um passo muito importante e imprescindível para avançar na construção da paz com justiça social e cultural que desejamos em um cenário pós-conflito”, diz o comunicado.

Além disso, os indígenas exigiram “o cessar bilateral de hostilidades, o respeito ao Direito Internacional Humanitário, o não recrutamento de homens e mulheres, meninos, meninas e jovens indígenas”.

Segundo o último censo oficial de 2005, pelo menos 1,37 milhão de colombianos pertencem a cerca de 102 povos indígenas, o que representa 3,4% da população do país. EFE