MPL divulga trajeto de quinto ato contra aumento da tarifa no transporte

  • Por Jovem Pan
  • 21/01/2016 16h05
Sao Paulo- SP- Brasil- 08/01/2016- Movimento Passe Livre (MPL), realiza ato contra o aumento das tarifas do transporte público na cidade de São Paulo. A concentração para o ato ocorre em frente ao Teatro Municipal, região central da cidade. Foto: Paulo Pinto/ Fotos PúblicasManifestação

O Movimento Passe Livre divulgou, com menos de duas horas de antecedência, o trajeto que os manifestantes farão nesta quinta-feira (21) contra o aumento das tarifas.

O quinto ato do grupo neste ano terá início no terminal Parque Dom Pedro, no centro da cidade, por volta das 17h. Do local, os manifestantes seguem para a Secretaria de Transportes, Câmara Municipal e encerram o protesto na Assembleia Legislativa.

Os manifestantes passariam pelas ruas General Carneiro, Boa Vista, Libero Badaró, viaduto do Chá, Praça Ramos de Azevedo, Rua Conselheiro Crispiniano, avenidas São João, Ipiranga, São Luís, Rua Asdrúbal do Nascimento e Avenida 23 de Maio. No entanto, a Secretaria de Segurança Pública de SP divulgou nota afirmando que o trajeto não será possível por conta de outra manifestação que é realizado no Viaduto do Chá, na Câmara Municipal e na Av. 23 de Maio, pelos motoristas de vans escolares.

Desta forma, o trajeto possível a ser realizado, segundo a SSP-SP é: Terminal Parque Dom Pedro, Rua General Carneiro, Rua Boa Vista, Rua Líbero Badaró, Vale do Anhangabaú, Avenida São João, Avenida Ipiranga e Praça da República.

“A alteração se faz necessária, uma vez que a Constituição Federal não autoriza que manifestação posterior frustre outra reunião anteriormente convocada para os mesmos locais, nos termos do artigo 5, inciso XI”, diz nota da secretaria.

Mais cedo, um pequeno grupo realizou um “protesto-relâmpago” na Avenida 9 de Julho, no centro de São Paulo, em ato que durou menos de uma hora.

Os manifestantes são contra o aumento da tarifa do transporte público que passou de R$ 3,50 para R$ 3,80 no último dia 09. Os alvos são o prefeito Fernando Haddad e o governador do Estado Geraldo Alckmin.