MTST invade sede da CDHU no centro de São Paulo

  • Por Estadão Conteúdo com Agência Brasil
  • 19/01/2017 13h35
SP - OCUPAÇÃO/SECRETARIA HABITAÇÃO/MTST - GERAL - Integrantes do MTST ocupam a Secretaria Estadual de Habitação, em São Paulo (SP), durante protesto na manhã desta quinta-feira (19). 19/01/2017 - Foto: ROGERIO CAVALHEIRO/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOMTST invade sede da CDHU no centro de São Paulo - AE

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores sem Teto (MTST) invadiram a sede da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano de São Paulo (CDHU), na região central da capital paulista, nesta quinta-feira (19). Centenas de manifestantes ocupam a entrada do prédio e o saguão principal, mas segundo o governo não houve invasão das áreas internas. 

A ação acontece dois dias depois de o principal líder do MTST no País, Guilherme Boulos, ter sido detido pela Tropa de Choque da Polícia Militar após acusação de ter “incitado” um ataque de rojões durante reintegração de posse realizada em São Mateus, na zona leste de São Paulo. 

A Secretaria Estadual da Habitação informou que o secretário Rodrigo Garcia estava, por volta das 12h30, em reunião com uma comissão de integrantes do movimento.

O despejo

A reintegração de posse do terreno resultou em conflito entre moradores e a Tropa de Choque da Polícia Militar, que utilizou gás de pimenta e bombas de gás lacrimogêneo. No terreno particular, onde foram construídas casas de alvenaria e de madeira, moravam 700 famílias, de acordo com o movimento. O local estava ocupado há um ano e meio. Segundo as famílias, a área estava abandonada há 40 anos.

Durante a reintegração, o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, foi detido e solto no mesmo dia.