Mujica e conquistas sociais do Uruguai potencializam divulgação turística

  • Por Agencia EFE
  • 26/09/2014 02h16

Isadora Camargo.

São Paulo, 26 set (EFE).- As conquistas sociais do Uruguai, como a legalização da maconha para seus moradores e do patrimônio igualitário entre pessoas do mesmo sexo, ancoradas na imagem do presidente José Mujica e da seleção de futebol têm potencializado a divulgação do turismo no país internacionalmente, afirmou à Agência Efe o vice-ministro de Turismo e Esportes do Uruguai, Antônio Carámbula.

“Nas pesquisas que nós fazemos do posicionamento da nossa marca enquanto país falam que os dois principais embaixadores do Uruguai no mundo são a nossa seleção e Mujica. E vinculado a isso estão os temas liberais como a lei de saúde produtiva, o patrimônio igualitário, a regulação do uso de maconha para os residentes”, disse o vice-ministro.

A qualidade de vida é o principal foco da marca turística “Uruguai Natural”, que promove a segurança das pessoas no país durante eventos como a 42ª edição da feira internacional de turismo da Associação Brasileira de Agentes de Viagens (ABAV).

“A marca Uruguai Natural está vinculada à questão de segurança e não só segurança pública, mas em matéria de saúde, alimentar, nas nossas estradas, também vinculada à qualidade da água da praia e que bebemos, e isso colabora com o nosso posicionamento”, explicou Carámbula.

De acordo com o vice-ministro, esses atrativos, quando aliados com o desconto do imposto turísticos de hotéis, bares e restaurantes, são vantagens para que o público visite cidades uruguaias, especialmente o brasileiro que já é o segundo principal mercado que entra na nação de Mujica, ficando atrás apenas da Argentina.

“O Uruguai é competitivo para atrair o Brasil hoje no preço dos alugueis das casas, dos hotéis e ainda mais com as isenções fiscais”, ressaltou Carámbula, ressaltando que ao usar os cartões de débitos e créditos há devolução de impostos em cerca de 22%.

Apenas no primeiro semestre de 2014 cerca de 225 mil brasileiros já passaram pelo Uruguai, um crescimento de 30% em relação às 400 mil pessoas que viajaram durante todo o ano de 2013 pelo país vizinho.

O gasto médio dos brasileiros no Uruguai é de US$ 150 por dia entre a vasta oferta de hotéis, cassinos e free shops em datas popularmente turísticas como o carnaval de janeiro a fevereiro e a alta temporada de férias.

Mas novos roteiros também estão sendo incrementados à oferta turística tradicional como Punta del Este, Montevidéu e Colônia de Sacramento, e trazem novas experiências de viagem e relaxamento como é o caso das zonas termais e da reserva de dunas de Cabo Polônio, uma das imagens mais bonitas do Uruguai destacada pelo vice-ministro.

“É possível visitar Punta del Diablo, que é um balneário agreste e muito chique, depois temos uma reserva com dunas que é Cabo Polônio, onde não se pode entrar de carro e desfrutar de uma linda paisagem e relaxar”, sugeriu Carámbula.

O vice-ministro também destacou o passeio no Mercado Municipal da capital, o Mercado do Porto, para comer o tradicional churrasco com vinho uruguaio.

A valorização dos vinhos Tanat e dos azeites uruguaios, os passeios de bicicleta e balão são alguns reposicionamentos do incremento turístico que o ministério está promovendo, além do turismo gay que cresce devido à legalização do matrimônio igualitário. EFE

ic/rsd