5 assuntos importantes que você pode ter perdido em 2018

  • Por Jovem Pan
  • 31/12/2018 12h09
EFEMoon Jae-in, presidente da Coreia do Sul, se encontrou com o líder norte-coreano Kim Jong-un

Não foi só Copa do Mundo e eleições gerais no Brasil! O ano de 2018 foi bastante movimentado e, com tanta coisa acontecendo ao mesmo tempo, é natural que muitas coisas importantes não tenham recebido a devida atenção. Para te ajudar, a Jovem Pan listou cinco assuntos que você pode ter perdido neste ano:

Desastres naturais

Furacões e vulcões assustaram milhões de pessoas neste ano. O furacão mais devastador do ano foi o Florence, que atingiu o sudeste dos Estados Unidos, principalmente os estados de Carolina do Norte, Carolina do Sul, Virgínia e Maryland, incluindo a capital Washington, no começo de setembro. Mais de 30 pessoas morreram em decorrência da tempestade. O furacão Michael, que atingiu a Flórida em outubro, foi um dos mais devastadores da história e deixou pelo menos 18 mortos.

No Havaí, o vulcão Kilauea passou meses em erupção e destruiu dezenas de casas. Pelo menos 10 mil pessoas foram evacuadas, e a magnitude da erupção foi tão grande que causou até o surgimento de novas ilhas.

Brett Kavanaugh

O jurista Brett Kavanaugh foi o centro de uma grande polêmica nos Estados Unidos. Indicado a uma vaga na Corte Suprema americana, Kavanaugh correu o risco de não assumir o posto por causa de acusações de agressões sexuais. Uma das acusadoras era uma professora de psicologia, que disse que o juiz a agarrou e tentou tirar sua roupa durante uma festa nos anos 1980. Ela chegou a ser ouvida pelo Senado, mas outras duas mulheres também acusaram o jurista de conduta inapropriada em festas de faculdade na década de 80.

Uma investigação do FBI concluiu que Brett Kavanaugh era inocente. Em uma eleição apertada no Senado, ele foi confirmado na Corte Suprema com 50 votos a favor, 48 contra e uma abstenção. O juiz foi indicado pelo presidente Donald Trump para substituir o aposentado Anthony Kennedy na Corte.

GDPR

Em maio deste ano, a União Europeia colocou em vigor o Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados, conhecido como GDPR. Apesar de ser válido nos países do bloco, a nova medida afetou usuários de internet no mundo inteiro, inclusive no Brasil. Entre as novidades, a medida obriga que as empresas deem ao usuário o direito de interromper a coleta de seus dados a qualquer momento, saber a exclusão de dados pessoais e saber quais dados estão sendo coletados e para qual finalidade. Além disso, as empresas são obrigadas a notificarem as autoridades em até 72 horas em caso de vazamento de dados.

O GDPR fez com que os usuários brasileiros tivessem que aceitar novos termos e condições para continuar usando plataformas globais, como serviços de streaming, lojas online e redes sociais.

Aproximação das Coreias

O ano de 2018 teve importantes avanços na relação entre as Coreias. Coreia do Sul e Coreia do Norte estão oficialmente em guerra desde 1950, uma vez que nunca assinaram um tratado de paz desde o começo da Guerra da Coreia. Mas, em abril deste ano, o líder norte-coreano Kim Jong-un foi à Coreia do Sul para se encontrar com o presidente sul-coreano Moon Jae-in e se tornou o primeiro líder da Coreia do Norte a visitar o vizinho em 65 anos.

Desde então, as negociações entre os países avançaram muito. Um dos principais pontos discutidos pelos líderes foi a desnuclearização da península e a assinatura de um tratado de paz. Em setembro, as Coreias anunciaram uma candidatura conjunta para sediar os Jogos Olímpicos de 2032.

Recorde na loteria

Em outubro, a loteria Mega Millions pagou o segundo maior prêmio da história dos Estados Unidos: US$ 1,53 bilhão (algo em torno de R$ 5,96 bilhões, na cotação atual). O vencedor foi um sortudo do estado da Carolina do Norte, que levou a bolada sozinho.

A quantia só não é maior que a paga pela loteria Powerball em 2016. Na época, três americanos dividiram um prêmio de US$ 1,58 bilhão (R$ 6,16 bilhões na cotação atual).