Ao menos 66 médicos morreram em decorrência do coronavírus na Itália

  • Por Jovem Pan
  • 01/04/2020 18h38 - Atualizado em 01/04/2020 21h48
EFE/EPA/STEPHANIE LECOCQCerca de 9 mil médicos contraíram covid-19 enquantro trabalhavam na Itália

Chegou a 66 o número de médicos mortos em decorrência do coronavírus na Itália. Os cinco mais recentes óbitos foram reportados pela federação que representa a categoria no país na última terça-feira, 31, segundo informou a CNN.

Segundo dados do órgão, cerca de 9 mil profissionais de saúde foram infectados com a Covid-19 enquanto combatiam o avanço da pandemia nos hospitais.

Sob pressão

Os médicos italianos estão sob o risco iminente da doença. Segundo a brasileira Mariana Dacorégio, que atende em Brescia, a escassez de material é um dos obstáculos do dia a dia. “Os dispositivos de proteção são contados. Tentamos economizar o máximo possível. Agora, só um médico entra em cada quarto para visitar pacientes”, disse.

O médico Irven Mussi escreveu uma emocionada carta contando os últimos momentos de Marcello Natali, seu amigo e colega de profissão, que morreu em decorrência da doença. “No início, a maioria de nós não sabia o que havia diante de si. Os médicos continuavam atendendo os pacientes sem proteção. Quando o surto explodiu, já era tarde, porque vários médicos já haviam sido contaminados”, afirmou. “A situação começou a melhorar agora, mas ainda faltam dispositivos de segurança”, disse.

Na carta, Mussi expressa sua raiva com o governo italiano. “Não é por acaso que isso aconteceu. Fomos enviados para a guerra sem nenhuma proteção. Os soldados de infantaria pelo menos usavam capacetes”, escreveu.

Quarentena

Desde o relato do primeiro caso da doença no país, em 21 de fevereiro, 110.574 pessoas já foram infectadas. Deste total, 13.155 morreram.

Nesta quarta-feira, o primeiro-ministro Giuseppe Conte anunciou que a restrição de circulação das pessoas será prorrogada até 13 de abril. Ainda há a possibilidade do prazo ser prorrogado novamente, caso os números de doentes no país continuem crescendo.