Abe e Trump querem impedir lançamentos de mísseis da Coreia do Norte

  • Por Estadão Conteúdo
  • 15/08/2017 12h09

Primeiro-ministro japonês Shinzo Abe durante encontro com o presidente palestino Mahmud Abás nesta terça

Abe afirmou que ameaça de mísseis em Guan elevou as tensões regionais

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, afirmou que ele e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, concordaram sobre a necessidade de impedir que a Coreia do Norte lance mísseis. Falando a repórteres após um telefonema com Trump, Abe disse que aprecia o compromisso do líder americano para garantir a segurança de seus cidadãos.

O premiê afirmou em Tóquio que a ameaça da Coreia do Norte de atacar com mísseis águas próximas ao território americano de Guam, no Pacífico, elevou as tensões regionais.

“Nós concordamos que o Japão, os EUA e a Coreia do Sul se coordenarão de perto, cooperando com a Rússia, a China e outros membros da comunidade internacional para, acima de tudo, impedir que a Coreia do Norte lance mísseis”, afirmou Abe sobre o telefonema com Trump.

Horas antes, a Coreia do Norte disse que adiaria seu plano para disparar mísseis sobre a região de Guam, por ora, mas advertiu que poderia levar adiante a iniciativa caso seja ameaçado pelos EUA.