“Abriremos Embaixada americana em Jerusalém no ano que vem”, diz vice de Trump

  • Por Estadão Conteúdo
  • 22/01/2018 11h28
EFE EFE Pence defendeu a decisão do governo americano de reconhecer Jerusalém como capital do país

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, afirmou nesta segunda-feira que o país irá abrir sua prometida Embaixada em Jerusalém no final de 2019, medida que antes foi estimada para ocorrer em três ou quatro anos.

Em discurso no Parlamento de Israel, Pence defendeu a decisão do governo americano de reconhecer Jerusalém como capital do país, que foi condenada pela maior parte da comunidade internacional.

Segundo o vice de Donald Trump, o governo irá avançar com o plano de transferir a Embaixada de Tel Aviv para Jerusalém até o fim do ano que vem.

Israel anexou a parte oriental de Jerusalém na Guerra dos Seis Dias, em 1967, medida considerada ilegal pela Corte Internacional de Justiça. Os palestinos consideram a parte da cidade como capital de um futuro Estado, assim como israelenses a consideram capital do país.