Americano preso na Venezuela após ataque frustado diz que plano era levar Maduro aos EUA

  • Por Jovem Pan
  • 06/05/2020 15h59
EFE/ Rayner PeñaNicolás Maduro

O militar Luke Denman, um dos dois americanos detidos na Venezuela por participarem de um ataque marítimo frustrado no país, afirmou nesta quarta-feira (6) que tinha ordens para assumir o controle do aeroporto nas imediações de Caracas e enviar Nicolas Maduro aos Estados Unidos.

“Tinha que ter certeza de que assumi o controle do aeroporto para que pudéssemos levar Maduro com segurança para o avião”, disse o americano, que também declarou ter entrado para as Forças Armadas dos EUA em 2006 e se especializado em infiltração e trabalhos táticos.

As declarações de Denman foram apresentadas por Maduro durante uma entrevista coletiva realizada no palácio presidencial de Miraflores, na capital do país sul-americano, da qual também participaram ministros e o alto comando militar e que contou com a participação de embaixadores e jornalistas por videoconferência.

A operação que frustou a suposta tentativa de invasão terminou com oito mortos e dois norte-americanos detidos. Nesta terça, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que o governo “não tem nada a ver” com o ataque. 

*Com informações da EFE