Apesar de restrições, Tóquio registra aceleração nos contágios de Covid

  • Por Jovem Pan
  • 05/04/2020 13h59 - Atualizado em 05/04/2020 14h02
EFE/EPA/KIMIMASA MAYAMANúmero crescente de doentes com sintomas mais graves ultrapassou a quantidade de vagas nos hospitais da capital japonesa

O governo de Tóquio anunciou 143 novos casos de Covid-19 neste domingo (5), um recorde diário que eleva o número total de casos na região da capital para mais de mil, apesar da recomendação das autoridades de ficar em casa para frear a propagação do coronavírus.

A Região Metropolitana de Tóquio totaliza 1.034 casos confirmados, sendo o principal foco de contágios no país, que já registrou 3.743 infecções, segundo o balanço mais recente divulgado pelas autoridades de saúde e reproduzidos pela emissora estatal “NHK”.

Os novos contágios diários superaram a marca de cem pela primeira vez no sábado, e vinham crescendo ao longo da semana, o que levou as autoridades locais a reforçar a recomendação de trabalhar de casa e evitar aglomerações ou deslocamentos desnecessários.

O número crescente de doentes de Covid-19 com sintomas mais graves ultrapassou a quantidade de vagas nos hospitais da capital japonesa, motivo pelo qual estão sendo disponibilizados novos espaços temporários em centros médicos, assim como hotéis, para o atendimento dos casos mais drásticos.

Em pronunciamento divulgado pelas redes sociais, a governadora de Tóquio, Yuriko Koike, anunciou neste domingo que estão sendo intensificados os esforços para aumentar os recursos hospitalares, e voltou a pedir para que a população permaneça em casa sempre que possível para evitar contágios.

Já o governo central vem mostrando disposição para declarar o estado de emergência caso o número de contágios dispare no país. No entanto, a medida é considerada o último recursos.

O estado de emergência concederia às autoridades regionais mais poder para limitar o deslocamento dos cidadãos e pedir o confinamento, embora a legislação japonesa não contemple sanções nem outras medidas coercitivas para o caso de descumprimento.

Até agora, as autoridades japonesas se limitaram a pedir para que os cidadãos evitem locais fechados, multidões e contatos próximos, e recomendaram que as empresas adotem o sistema de teletrabalho.

Mesmo assim, muitas lojas em Tóquio decidiram fechar temporariamente neste fim de semana, enquanto espaços públicos de todos os tipos permanecem fechados desde março até meados deste mês.

* Com EFE