Após combates intensos, Rússia afirma ter controle total de Mariupol

Últimos combatentes ucranianos que estavam na siderúrgica Azovstal se renderam nesta sexta-feira, segundo agência estatal

  • Por Jovem Pan
  • 21/05/2022 00h09
EFE/EPA/OLEG PETRASYUK Azovstal Siderúrgica em Mariupol era o último reduto da resistência ucraniana na cidade

A Rússia informou nesta sexta-feira, 20, que conseguiu capturar a cidade litorânea de Mariupol, na Ucrânia. Essa é a maior vitória da invasão desde o início, em 24 de fevereiro. A ofensiva de três meses deixou Mariupol sob ruínas e com mais de 20 mil civis mortos. O ministro da defesa russo, Sergei Shoigu, informou ao presidente Vladimir Putin que a siderúrgica Azovstal teve ‘liberação completa’ depois da retirada de civis e militares ucranianos. De acordo com a agência estatal russa RIA Novosti, 2.439 combatentes ucranianos que estavam na usina se renderam na segunda-feira e outros 500 saíram nesta sexta. O local foi o centro dos ataques nas últimas semanas. A Ucrânia não confirmou o domínio da cidade. Durante todo o dia, os combates se concentram na região de Donbas.