Após renúncia de May, Boris Johnson diz que irá se candidatar a primeiro-ministro no Reino Unido

  • Por Jovem Pan
  • 24/05/2019 11h33
EFE/Andy RainLíder conservador se dirigiu à correligionária dizendo que ela foi "paciente e estoica" ao enfrentar todas as dificuldades relacionadas ao Brexit

Um dos principais líderes da campanha do Brexit, que pedia a saída do Reino Unido da União Europeia, o parlamentar Boris Johnson confirmou que vai concorrer ao cargo de primeiro-ministro do país. O anúncio foi feito após a renúncia da então ocupante do cargo, Theresa May, na manhã desta sexta (24).

Horas depois de a premiê afirmar que deixará o posto em junho, Johnson se dirigiu à correligionária dizendo que ela foi “paciente e estoica” ao enfrentar todas as dificuldades relacionadas à saída do Reino Unido da União Europeia.

Segundo o líder conservador, o próximo premiê britânico também pode recuperar as negociações estagnadas com a UE sobre um acordo para o Brexit. “Um novo líder terá a oportunidade de fazer as coisas de modo diferente e ter o ímpeto de uma nova administração”, acrescentou.

Theresa May informou sobre sua decisão em uma declaração em frente a residência oficial de Downing Street, depois de se reunir com o presidente do seu grupo parlamentar, Graham Brady, para determinar seu futuro político.

Ao anunciar sua renúncia, a premiê disse que “sempre lamentará profundamente” não ter conseguido executar a saída do país do bloco europeu. Ela, que chorou ao final de seu discurso, pediu ao seu sucessor à frente do Partido Conservador e do governo para tentar encontrar um consenso no Parlamento para deixar o bloco.

Agência Brasil