Após Trump sugerir demissão de jogadores da NFL que protestaram, associação diz que “não vai recuar”

  • Por Jovem Pan
  • 23/09/2017 12h34
EFE/Molly RileyO presidente dos Estados Unidos disse nesta sexta-feira (22), no estado do Alabama, que gostaria que as equipes da NFL punissem os jogadores que se ajoelharam durante o hino

O líder da associação dos jogadores da NFL, DeMaurice Smith, disse que a entidade “não vai recuar ao ser desafiada”, após as declarações de Donald Trump sobre o protesto dos jogadores, que se ajoelharam durante a exibição do hino nacional dos Estados Unidos.

O presidente dos Estados Unidos deu a declaração nesta sexta-feira (22), no estado do Alabama, que gostaria que as equipes da NFL punissem os jogadores que se ajoelharam durante o hino.

“Vocês não amariam se um dos donos de equipes da NFL, quando alguém desrespeita nossa bandeira, dizer: ‘saia já do campo, filho da p…! Ele está demitido! Demitido!”, disse.

Trump ainda incentivou torcedores a deixar o estádio caso jogadores se ajoelhassem em protesto.