Argentina mantém proibição de voos comerciais até setembro

  • Por Jovem Pan
  • 27/04/2020 10h48
Reprodução/FacebookO transporte aéreo comercial na Argentina está paralisado desde março

O governo da Argentina prorrogou nesta segunda-feira (27) a proibição de voos comerciais domésticos e internacionais no país, assim como a venda de passagens, até o dia 1º de setembro.

A decisão da Administração Nacional de Aviação Civil (Anac) divulgada no Diário Oficial estabelece que “as companhias aéreas que operam serviços de transporte aéreo de passageiros com origem, destino ou dentro do território nacional poderão reprogramar suas operações regulares ou solicitar autorizações para operações não regulares a partir de 1º de setembro de 2020”.

A partir da nova data, as companhias aéreas poderão regularizar as operações. A agência autoriza as companhias aéreas a comercializar passagens aéreas com setembro como a data de início das operações.

A resolução destaca que “a situação sem precedentes causada pelo novo coronavírus não permite ter certeza quanto ao fim das medidas de isolamento social, preventivas e obrigatórias, que atingem o transporte aéreo comercial de passageiros, cabendo supor que a saída das mesmas deve respeitar as restrições sanitárias que serão estabelecidas no devido tempo”.

A ANAC adverte que a reprogramação de operações estará sujeita ao “levantamento efetivo das restrições impostas ao transporte aéreo comercial e às modalidades de operação que possam ser estabelecidas oportunamente em função da saída ordenada da emergência gerada pelo novo coronavírus”.

O órgão regulador reconhece que a operação do setor aéreo é uma atividade complexa que envolve “um sistema de comercialização que exige previsibilidade”.

O transporte aéreo comercial na Argentina está paralisado desde março. Os únicos voos permitidos são os de profissionais de saúde, cidadãos repatriados e exceções concedidas pelas autoridades.

*Com informações da EFE