AstraZeneca inicia testes de remédio para prevenir e tratar Covid-19

Segundo a empresa, 48 voluntários participam dos testes no Reino Unido; o objetivo é determinar a segurança e a reação do medicamento no organismo

  • Por Jovem Pan
  • 25/08/2020 09h42
Cadu Rolim/Estadão Conteúdolém desse medicamento, a AstraZeneca participa com a Oxford no desenvolvimento de uma vacina contra o coronavírus

A gigante farmacêutica AstraZeneca iniciou os testes clínicos de um novo medicamento para prevenir e tratar a Covid-19, conforme divulgou a própria empresa nesta terça-feira, 25. Desenvolvendo uma possível vacina contra o novo coronavírus em parceria com a Universidade de Oxford, a empresa britânica destacou que o medicamento, conhecido como AZD7442, é uma combinação de dois anticorpos monoclonais, que são anticorpos idênticos. Segundo ela, 48 voluntários entre 18 e 55 anos participam dos testes no Reino Unido, sendo que o objetivo é determinar a segurança e a reação desse medicamento no organismo.

O vice-presidente da área de pesquisas da empresa, Mene Pangalos, disse que o teste é um passo importante no desenvolvimento de uma combinação de anticorpos para o tratamento da Covid-19. Além desse medicamento, a AstraZeneca participa com a Oxford no desenvolvimento de uma vacina contra o coronavírus, que parece segura e gera anticorpos, segundo os resultados dos primeiros testes divulgados no mês passado. Durante os testes clínicos conduzidos por especialistas da universidade, 1.077 voluntários mostraram que uma injeção os levou a produzir anticorpos e células brancas que podem combater o vírus. A potencial vacina está atualmente na fase 3 dos testes clínicos, a última antes de receber sua aprovação das autoridades regulatórias.

*Com Agência EFE