Ataque a tiros deixa 20 mortos na Tailândia; suspeito mantém 10 reféns em shopping

Soldado publicou mensagens políticas e de vingança contra a polícia nas redes sociais

  • Por Jovem Pan
  • 08/02/2020 11h40
ReproduçãoUsuários postaram vídeos nas redes sociais que mostram momentos de pânico dentro do shopping

Um tiroteio cometido por um soldado neste sábado (8) deixou ao menos 20 mortos e 30 feridos nos arredores de um shopping na cidade de Nakhon Ratchasima, no leste da Tailândia, informou a polícia.

O suspeito, identificado como Jakrapanth Thomma, está dentro do shopping e, segundo a imprensa local, mantém dez reféns. O perfil do atirador no Facebook, que já foi apagado, chegou a publicar fotos e comentários sobre o ataque.

Usuários postaram vídeos nas redes sociais que mostram momentos de pânico.

O soldado roubou um veículo da base em que trabalha para ir ao centro da cidade, onde abriu fogo com um fuzil de assalto contra um militar de patente superior e outros companheiros. Depois, entrou em um shopping e continuou a atirar indiscriminadamente contra várias pessoas, informou o canal de televisão “Thairath”.

Também ocorreu uma explosão e um incêndio em uma região próxima ao ataque. De acordo com investigações preliminares, um botijão de gás explodiu ao ser atingido pelos tiros. Autoridades locais estabeleceram um perímetro de segurança de dois quilômetros ao redor do shopping para tentar capturar o atirador.

A polícia evitou se pronunciar sobre o possível motivo do ataque, mas o suspeito já publicou várias mensagens políticas e de vingança contra a corporação nas redes sociais. Em um deles, Thomma comenta: “Estou cansado de apertar o gatilho”.

* Com EFE